Donos de clubes da Premier League: qual é o mais rico?

Roman Abramovich do Chelsea está entre os donos de clubes da Premier League mais ricos (Foto: Getty Images)

Roman Abramovich do Chelsea está entre os donos de clubes da Premier League mais ricos (Foto: Getty Images)

Por Vinícius Miranda

Com a exorbitante quantidade de dinheiro que a Premier League está movimentando, seja em direitos televisivos ou na compra e venda de jogadores, não é nenhuma surpresa que alguns dos homens mais ricos da Inglaterra, e do mundo, sejam donos dos clubes que brigam na elite do futebol na terra da rainha.

Levantamento feito pelo Yahoo Sports UK leva em consideração patrimônio líquido dos dono dos acionistas das equipes inglesas. Em alguns clubes, há mais de um “dono”. Mas quem é o mais rico no “inglesão”? Ter mais dinheiro é garantia de mais troféus ou da melhor posição no campeonato?

Veja a lista que fizemos de acordo com o patrimônio líquido de cada dono de equipe na Premier League:

20 – Stephen Kaplan e Jason Levien – Swansea City

A dupla acima mantém a maioridade das ações da equipe galesa, controlando o clube. Levien possui uma parte do Philadelphia 76ers (NBA) e do DC United (MLS).

Já Kaplan tem envolvimento com o Memphis Grizzlies (NBA). Como a fortuna deles é uma incógnita, ficam com a última posição.

19 – Mike Garlick e John Banaszkiewicz – Burnley

Juntos, a dupla possui mais de 75% do time. Fãs de carteirinha do time, Mike Garlick substituiu John no comando do time, que figura pelo segundo ano consecutivo na elite

Patrimônio líquido: 55M de Euros

18 – Maxim Demin – AFC Bournemouth

O homem de negócios russos não costuma aparecer muito. Tanto é que é Jeff Mostyn quem aparece na foto. Tendo feito fortuna com a indústria petroquímica, Demin, seus investimentos colocaram a equipe na primeira divisão.

Patrimônio líquido: 100M de Euros

17 – A família Pozzo – Watford

Gino Pozzo (à esquerda) é o atual dono dos Hornets, embora o seu pai, Giampaolo, seja o real investidor da equipe. O mais velho Pozzo também controla a Udinese e já comandou o Granada (ESP), criando ligações entre as três equipes.

Patrimônio líquido: 120M de Euros

16 – Steve Gibson – Middlesbrough

Steve Gibson é dono do seu clube de infância desde o início dos anos 90. Sob sua Batuta, o Boro tem entrado e saído da Premier League. Agora, busca neste ano, com investimento em jogadores de nome, como Negredo, se manter na elite por mais um ano.
Patrimônio líquido: 160M de Euros

15 – A Família Allam – Hull City

Egípcio de nascença e erradicado em Yorkshire, Assem Allan causou uma grande confusão ao tomar o controle do clube, no ano de 2010, ao tentar mudar o nome para Hull Tigers.

Patrimônio líquido: 750M de Euros

14 – Guochuan Lai – West Bromwich Albion

O novo dono do clube tomou controle através do fundo de investimento Yuni Investiment. Aos 42 anos, o magnata chinês da província de Guangzhou, onde fica um dos times mais conhecidos do país, usou o seu poder financeiro para transformar sua paixão pelo futebol em ter um próprio time na EPL

Patrimônio líquido: 1bi de Euros

13 – David Sullivan e David Gold – West Ham

David Sullivan, acionista majoritário do West Ham, tem um patrimônio conhecido perto de £1b, principalmente por negócios envolvendo jornais, pornografia e especulação imobiliária.

Seu parceiro, David Gold, é avaliado em £350m. Os dois “David’s” já controlaram o Birmingham City, antes de assumirem os Hammers, em 2010

Patrimônio líquido: 1,3bi de Euros

12 – Farhad Moshiri – Everton

Moshiri é um homem de negócios iraniano que reside, atualmente, em Mônaco. Abriu mão de ser acionista do Arsenal, vendeu suas ações para adquirir 49,9% do Everton. Bill Kenwright ainda permanece como presidente do clube e tem uma fortuna avaliada em £33m. Como já vimos nesta janela, a fortuna de Farhad já ajudou a equipe em alguns negócios.

Patrimônio líquido: 1,4bi de Euros

11 – John Henry – Liverpool

Jonh controla o Fenway Sports Group, uma companhia de investimentos esportivos, que possui Lebron James como um de seus investidores. O grupo ainda é dono do famoso time de beisebol Boston Red Sox.

Patrimônio líquido: 1,5bi de Euros

10 – Vichai Srivaddhanaprabha – Leicester City

O Tailandês de 58 anos adquiriu o clube em 2010, com a intenção de fazê-lo um dos melhores clubes da Inglaterra. Seu sonho se tornou realidade na última temporada, quando os Foxes desafiaram a lógica e desbancaram os favoritos para conquistar o primeiro título da liga de sua história. Vichai é fundador do King Power Duty Free e um dos homens mais ricos da Tailândia.

Patrimônio líquido: 2bi de Euros

9 – Peter Coates – Stoke City

Na sua segunda missão como dono do Stoke (desde 2006), Peter Coaches dirige o clube de sua cidade natal e usa a sua grande fortuna para fortalecer a equipe. Ele é fundador do site de apostas bet365. Então, dinheiro para investir é o que não falta.

Patrimônio líquido: 2,3bi de Euros

8 – Ellis Short – Sunderland

Sob o comando de Ellis, o Sunderland nunca foi rebaixado, apesar de passar muito perto em alguns momentos e das inúmeras demissões de treinadores. O americano é dono da Kildare Partners e do Skibo Castle, que já foi moradia de Andrew Carnegie. Controla os Black Cats desde 2008

Patrimônio líquido: 2,4bi de Euros

7 – Katharina Liebherr – Southampton

Katharina assumiu o comando dos Saints após seu pai, Markus Liebherr falecer, em 2010. O seu envolvimento com o clube só cresceu desde então, e a nova dona do clube se notabilizou pelas grandes quantias que lucrou nas transferências dos principais jogadores do time.

Patrimônio líquido: 3bi de Euros

6 – Joshua Harris – Crystal Palace

Embora Steve Parish, com fortuna avaliada em £45m, permaneça o presidente do clube, Josh Harris (£2b), David Blitzer (£1b) e Jeremy Hosking (£200m) representam o lado mais rico de Palace.

Patrimônio líquido: 3,3bi de Euros

5 – The Glazer Family – Manchester United

Glazer family Foto: Mark Pain

Glazer family Foto: Mark Pain

O comando do United pela família Glazer e a vontade da torcida para que eles deixem o cube é uma saga tão grande que uma daria uma trilogia de filmes.

Após o falecimento do pai, Joel e Avram Glazer trabalham para manter o sucesso econômico do Manchester, único clube que tem conseguido rivalizar com o Real Madrid quando o assunto é o clube mais valioso do mundo.

Patrimônio líquido: 3,4bi de Euros

4 – Joe Lewis – Tottenham Hotspur

Joe Lewis e Daniel Levy Foto: Andy Hooper

Joe Lewis e Daniel Levy Foto: Andy Hooper

Joe Lewis é o acionista que controla o Tottenham Hotspur, mas por morar nas Bahamas, raramente é visto em White Hart Lane. Logo, quem controla as decisões do dia a dia é Daniel Levy, praticamente um funcionário do grupo Tavistock, que gere uma série de companhias ao redor do mundo. Além, é claro, de serem donos de 85% do clube do norte de Londres

Patrimônio líquido: 4,9bi de Euros

3 – Roman Abramovich – Chelsea

Foto: Spokeo

Foto: Spokeo

O dono do Chelsea foi um dos primeiros investidores a colocar dinheiro em clubes da Premier League. O sucesso de seu investimento no time pode ser medido pelo número de conquistas que os Blues atingiram após a chegada do russo. Ele utilizou a sua riqueza, obtida através da indústria de gás e petróleo, para colocar o Chelsea no topo da liga inglesa. E ainda conquistar uma Champions League.

Patrimônio líquido: 5,5bi de Euros

2 – Stan Kroenke e Alisher Usmanov – Arsenal

Foto: Arsenalpics.com

Foto: Arsenalpics.com

Juntos, a dupla controla 95% do Arsenal, mas é o “mais pobre” deles, Stan Kroenke, que possui a maioria das ações. O bilionário americano possui participação em alguns outros clubes, como o Denver Nuggets (NBA) e o Colorado Rapids (MLS).

Usmanov é um homem de negócios russo, que vive no Reino Unido, sendo considerado por especialistas da área como o segundo homem mais rico na Terra da Rainha

Patrimônio líquido: 17bi de Euros

1 – Mansour bin Zayed Al Nahyan – Manchester City

Foto: Reprodução Manchester City

Foto: Reprodução Manchester City

O Sheikh Mansour, que também é o primeiro ministro dos Emirados Árabes, transformou o Manchester City em um dos clubes mais ricos do mundo através do Abu Dhabi United Group, fundo de investimentos que assumiu os Citizens em 2008.

O fundo utilizou o sucesso da equipe de Manchester para criar o City Football Group, adquirindo o Melbourne City FC, o Yokohama F Marinos e o New York City FC, que possibilitou contratar Frank Lampard, ídolo do Chelsea, numa ponte entre a filial americana e inglesa.

Patrimônio líquido: 20bi de Euros

Comments